O faturamento do Grupo Fujioka, uma das maiores redes varejistas no ramo de eletrônicos e ótica em Goiás, cresceu 10% no ano passado e atingiu R$ 1,704 bilhão. Em 2017, a empresa registrou faturamento bruto de R$ 1,549 bilhão. Outro dado muito positivo para o grupo goiano é que voltou a apresentar lucro líquido, de R$ 10,7 milhões em 2018, mesmo que represente apenas 0,6% da sua receita líquida, depois de um período de resultados negativos por conta da recessão econômica no País. Em 2017 a empresa registrou prejuízo de R$ 6,5 milhões.

O maior avanço no Fujioka foi reduzir significativamente seus custos na área operacional (administrativa e comercial) de R$ 178 milhões (2017) para R$ 106 milhões (2018), uma queda expressiva de 40%. O grupo goiano conseguiu também reduzir as despesas com impostos em 5,4% no ano passado, principalmente com os encargos federais, de R$ 143,2 milhões para R$ 135,5 milhões.

O custo com venda de mercadorias, produtos e serviços do Fujioka praticamente se manteve estável em R$ 1,550 bilhão. O custo com a folha de pagamento (salários e encargos) da empresa cresceu 4%, menos que o seu faturamento, de R$ 94,5 milhões (2017) para R$ 98,5 milhões (2018). Seu endividamento financeiro se manteve estável em R$ 17,6 milhões.

O Grupo Fujioka é uma rede varejista de material, equipamentos e revelação fotografica, eletrônicos e óticos. Começou em 1964, em Goiânia, com uma pequena loja chamada de Foto Sakura aberta pelos irmãos Sussumi e Teruo Fujioka, e o primo Katsume – todos descendentes de japoneses. O nome Foto Sakura foi usado até 1982, quando a empresa passou a se chamar Fujioka. Nos anos 80, a empresa inicia uma expansão para o Distrito Federal e, em 2014, inaugura sua primeira loja fora da Região Centro-Oeste, em Uberlândia.

A meta da empresa goiana, segundo consta no seu próprio site institucional, é se tornar a maior varejista de tecnologia do Centro-Oeste até o ano que vem e estar entre os cinco maiores distribuidores do Brasil.

A tecnologia como um dos principais fatores para o desenvolvimento dos negócios da família Fujioka. A empresa nasceu com foco na fotografia, que foi se desenvolvendo com o aprimoramento da tecnologia. Desde então, a tecnologia evoluiu bastante. A fotografia digital, por exemplo, mudou o mercado completamente. Quem vivia de fotografia analógica, hoje, se pauta pela digital. A aposta em novos produtos foi de essencial importância para guinar os negócios do grupo goiano. A linha de informática proporcionou um avanço grande de vendas.


Deixe seu comentário