Ana Cláudia, Manoel Cardoso, governador Ronaldo Caiado, Vanessa Morales, Luciano Carneiro e Fabrício Amaral, durante reunião sobre o Conotel

Cinco mil pessoas, entre empresários, profissionais e gestores, vão participar do Congresso Nacional de Hotéis (Conotel), a ser realizado de 8 a 10 de maio no Centro de Convenções de Goiânia. O evento, que terá a participação de 52 segmentos de negócios que envolvem a cadeia do turismo, também promoverá concurso nacional de chefes de cozinha de hotel.

A informação é do presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH), Manoel Cardoso Linhares, ao anunciar que está indo à Barcelona (Espanha) se reunir com representantes de 21 entidades internacionais da hotelaria para convidá-los a participarem do Conotel, em Goiânia.

Apoio

Segundo Manoel Cardoso, cerca de 73 estandes serão montados durante os três dias de evento. “Esse evento proporciona aos empreendedores locais conhecer o que há de novidade e melhor no mercado para os diversos segmentos, como hotéis e pousadas”, disse, após encontro com o governador Ronaldo Caiado, que anunciou apoio ao Conotel.

“O evento da ABIH é uma vitrine para o Estado. Investir em turismo é apostar no desenvolvimento de Goiás. Não tenham dúvida de que vamos empreender todos os esforços para a realização de eventos que impulsionem a economia e valorizem nossas potencialidades”, frisou o governador Ronaldo Caiado. Segundo ele, é preciso dar um salto de qualidade e estruturar melhor as diversas rotas turísticas do Estado.

O Conotel é um dos mais importantes eventos do setor de hotelaria no Brasil, sendo considerado o principal condutor para o desenvolvimento deste mercado. Simultaneamente ao Conotel também será realizado a Equipotel Regional, feira que reúne as principais empresas e compradores do setor com produtos voltados para a hotelaria e gastronomia.

Oportunidade

Manoel Cardoso também destacou que já está em negociação com o Sebrae para que microempreendedores goianos tenham a oportunidade de participar da Equipotel oferecendo serviços e produtos. “Nosso país tem muitas rotas de turismo e esse gigante setor pode ser a saída para melhorar a economia do Brasil. O gestor que não olhar o turismo não conseguirá sair da crise, principalmente, em melhorar os índices de emprego no País”, completou.

De acordo com a presidente da ABIH –Seção Goiás, Vanessa Morales, a ideia é levar conhecimento técnico para hoteleiros, guias e trabalhadores do setor de hotelaria. . “Vamos caprichar na receptividade, mostrando que a gente tem cultura de raiz, fazendo ação em aeroporto, trabalhando a comunicação visual para que a gente possa mostrar a identidade de Goiás”, frisou Vanessa. Também participaram da reunião o presidente da Goiás Turismo, Fabrício Amaral; vice-presidente da ABIH, Luciano Carneiro; Ana Cláudia Moura, executiva da ABIH/Goiás. (Foto: Divulgação)


Deixe seu comentário