O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) captará US$ 750 milhões junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), para financiar o aumento da produtividade nas micro, pequenas e médias empresas (MPMEs). O acordo entre as duas instituições de fomento prevê a destinação de mais US$ 150 milhões, de recursos próprios do BNDES, para o mesmo fim, totalizando US$ 1 bilhão.

Segundo o banco brasileiro, os recursos serão destinados a várias linhas de crédito focadas nas MPMEs, listadas no Canal do Desenvolvedor MPME, “plataforma digital que permite aos empreendedores submeter online pedidos de financiamento aos agentes financeiros credenciados a operar com o BNDES”. A expectativa do BNDES é financiar 4,9 mil empresas com os recursos.

“Parte dos recursos também poderá ser aplicada nos esforços do BNDES para fomentar soluções inovadoras de fintechs para análise de crédito, identificação de potenciais clientes, integração a plataformas digitais, avaliação de impacto, blockchain e moedas digitais, prevenção de fraudes e outras ferramentas de facilitação do crédito a micro, pequenas e médias empresas”, diz uma nota divulgada pelo BNDES.

A captação de US$ 750 milhões é a segunda operação no âmbito de uma linha de crédito condicional aberta pelo BID para o BNDES em dezembro de 2016, no valor total de US$ 2,4 bilhões. A primeira operação, também de US$ 750 milhões, foi aprovada no fim de 2016, com a finalidade de financiar investimentos em energias renováveis.


Deixe seu comentário