O Conselho Deliberativo do FCO aprovou 28 cartas consultas de empresas que pleiteiam recursos para expandirem ou abrirem em Goiás nas áreas industrial, de serviços e rural

O Conselho Deliberativo do Fundo Constitucional do Centro-Oeste (FCO) aprovou, nesta quinta-feira (09/08), 28 cartas consultas de empresas que pleiteiam recursos para expandirem ou abrirem seus negócios em Goiás nas áreas industrial, de serviços e rural. Ao todo, a demanda por recursos chegou a R$ 239,34 milhões que garantirão a geração de 1.559 empregos diretos.

Entre os principais projetos aprovados está o da Geolab Indústria Farmacêutica, no valor de R$ 122,21 milhões para a construção de uma nova unidade no Distrito Agroindustrial de Anápolis (DAIA), onde terá um laboratório de pesquisas para novos medicamentos e também para a produção de novos produtos nas linhas oftalmológicas, de remédios de uso prolongado como doenças de Alzheimer e Parkinson, do pulmão e outros.

O diretor da Geolab, Georges Hajjar Júnior, disse que que serão investidos R$ 250 milhões na nova unidade do grupo. Desse total, R$ 50 milhões já foram investidos com recursos próprios. Com a parte do FCO, ele espera acelerar a obra que vai dobrar a atual produção de 37 milhões de unidades/mês e gerar mais 900 empregos diretos e outros 3.500 indiretos.

“Hoje já somos uma das 20 maiores empresas do ramo farmacêutico Brasileira. Nos próximos anos, a Geolab estará entre as 10 maiores empresas brasileiras de medicamentos. Seremos conhecidos não apenas como uma empresa de medicamentos, mas, principalmente, como uma empresa que inova, sempre”, garante Hajjar Júnior.

Outro projeto que teve a aprovação do Conselho Deliberativo do FCO foi o da Caramuru Alimentos que pretende expandir sua unidade de fabricação de óleo e farelo de soja, no município de Ipameri. A carta consulta da empresa demandou recursos de R$ 13,73 milhões.

Entre os principais projetos aprovados pelo FCO está o da Geolab Indústria Farmacêutica, no valor de R$ 122,21 milhões para a construção de uma nova unidade no DAIA

Mais empregos

O secretário de Desenvolvimento e presidente do Conselho Deliberativo do FCO, Leandro Ribeiro, lembrou que estes investimentos vão possibilitar a abertura de vagas de trabalho, mais renda e melhoria da qualidade de vida da população.

Os investimentos empresariais e rural, aprovados pelo FCO nesta quinta-feira (09/08) serão aplicados nos municípios de Anápolis, Santa Helena, Iporá, Mineiros, Rio Verde, Jataí, Aparecida de Goiânia, Ipameri, Piranhas, Goiânia, Caçu, Paraúna, Palmeiras de Goiás, Itaberaí, Hidrolândia, Montividiu, Itapirapuã e Santa Rita do Araguaia.

Os empresários pretendem abrir ou expandir seus negócios nas áreas de turismo, comércio e serviços, infraestrutura econômica, industrial, e na agropecuária (pecuária de leite e de corte, agricultura, avicultura de corte e silvicultura).


Deixe seu comentário