O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) prepara um novo produto de financiamento direto para compra de máquinas e equipamentos destinados a médias e grandes empresas, o BNDES Finame Direto. Pelo novo produto, as empresas terão limites de crédito individualizados e pré-aprovados, em um mecanismo semelhante ao que os bancos de varejo disponibilizam aos clientes mediante análises de risco antecipadas.

O valor mínimo do crédito do BNDES Finame Direto será de R$ 10 milhões por operação. Os recursos serão liberados no prazo de até 2 anos, a contar da data de assinatura do contrato, e deverão ser aplicados na aquisição ou na produção de bens de capital nacionais.

Com custos atrativos, prazos de carência e amortização mais alongados e flexíveis, além de fluxo operacional mais célere e simplificado, o BNDES Finame Direto busca reduzir ao máximo o custo de transação que as empresas verificam ao operar diretamente com o BNDES, adequando as exigências do Banco ao tipo de apoio ofertado.

Os prazos de carência e amortização serão selecionados pela própria empresa a cada pedido de liberação, tendo como base uma lista de opções previamente definidas, cada uma com uma remuneração associada. Não será necessária uma definição a priori de quantos ou de quais equipamentos deverão ser adquiridos.
Durante o mês de agosto, o produto estará em piloto para testes, sobretudo no que diz respeito a um novo portal de operações que será lançado pelo BNDES. A partir de setembro, o produto BNDES Finame estará aberto a todos os interessados em pleitear financiamento.


Deixe seu comentário