Elaine Moura abriu uma rede de 30 quiosques (dois próprios e 28 franqueados) em apenas seis meses

A marca goiana de pipocas Popcorn Gourmet já planeja mais um “estouro” nos negócios da empresa em crescimento de pontos de venda, produção e alcance de mercado. As metas e projeções justificam o trocadilho. O empreendimento, que formou uma rede de 30 quiosques (dois próprios e 28 franqueados) em apenas seis meses, pretende mais que triplicar a quantidade de unidades em 2018, chegando a 100 novas franquias. Diante da ousada meta, a empresa goiana preparou-se para atender ao aumento da demanda por produtos e inaugura, no próximo mês de fevereiro, sua nova fábrica de pipocas, em Aparecida de Goiânia. A unidade tem 300 metros quadrados e recebeu investimento aproximado de R$ 1 milhão, em infraestrutura e equipamentos.

A expansão no Brasil vem acompanhada de outra novidade: a inauguração de mais uma indústria de pipocas, desta vez em Miami, nos EUA, em sociedade com um grupo norte-americano e investimentos de US$ 800 mil (o equivalente a cerca de R$ 2,7 milhões). Lá, a empresa já atua com o fornecimento da marca Pop Chef, linha gourmet distribuída para grandes redes de supermercados. Aliada a toda a ampliação física e de produção, a Popcorn Gourmet continua a investir em inovação e lança, em março, uma linha de receitas mais saudáveis e funcionais, com menos açúcar, nada de gordura e conservantes, além do uso de alguns ingredientes que agreguem valores nutricionais ao alimento (os testes de aceitação no mercado já devem ser iniciados em janeiro).

Os planos foram narrados pela empresária, chef de cozinha e criadora da Popcorn Gourmet, Elaine Moura, em conversa com o EMPREENDER EM GOIÁS, na sede da Accontece Eventos, sua empresa de serviço de bufê fundada há 17 anos. É nesse sobrado, no Setor Marista, que é feita hoje a maior parte do processo de produção da pipoca (estouro do milho e caramelização), ainda de forma artesanal – a saborização é preparada fora da empresa. Atualmente, a marca produz cerca de 20 mil litros por mês em volume de pipoca (a meta é chegar a 60 mil litros em 2018).

Os produtos são distribuídos para as franquias de dentro e fora de Goiás, nos Estados do Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo, Mato Grosso do Sul, além do Distrito Federal. Somente em Goiânia, são quatro unidades, nos shoppings Flamboyant e Goiânia (próprias), Passeio das Águas e Buriti (franquias). Todos os pedidos de franqueamento, até hoje, foram feitos por demanda espontânea, sem anúncio em sites especializados ou participação em feiras do ramo.

Franquias
“Mudamos a forma de negociar franquia. Antes, nosso lucro era com a venda de franquias e de produtos. Agora, com a indústria montada, queremos ter volume e também longevidade no relacionamento com nossos clientes. Não queremos mais o franqueado com perfil de investidor, que não acompanha o negócio de perto. Mas, sim, aquele que se dedique a melhorá-lo, a lançar novas ideias, inovações, que seja parceiro da marca”, afirma a empresária.

Com a mudança de estratégia, a franquia que custava R$ 95 mil, passará a ser de R$ 35 mil, mais royalties e aluguel do quiosque, enquanto a Popcorn custeia a montagem da estrutura física. São dois modelos de operação: o quiosque de shopping e o carrinho móvel para atender em festas e eventos. A tendência natural de expansão até agora foi para regiões do Sul e Sudeste do País. Entretanto, a Popcorn Gourmet vai se empenhar em alcançar os Estados do Norte e Nordeste brasileiros, em 2018. A empresa já tem projeções ou propostas para Fortaleza, Salvador, Palmas, Recife e até Portugal, ainda em negociação.

A Popcorn Gourmet comercializa no Brasil nove sabores de pipoca – sete doces e dois salgados. Nos EUA, são apenas três (caramelo com flor de sal, chocolate branco com leite em pó e cookie), mas a empresa já está desenvolvendo outros, baseados nas características do gosto americano. Por aqui, o preço do produto varia de R$ 10, que é o valor do cone, que pesa entre 40 e 60 gramas, até R$ 100, o quilo da pipoca.

Segundo Elaine Moura, por ser um alimento gourmet, existe um cuidado com o produto, desde a qualidade da pipoca até a sua apresentação, o uniforme dos funcionários e o treinamento do atendente. Tudo isso faz com que a Popcorn se descole da imagem negativa relacionada ao modismo da “gourmetização”, que hoje é visto com preconceito por muitos consumidores.

“Levamos tempo para elaborar essa receita e conseguimos chegar a um produto perfeito. Não se faz essa pipoca em casa ou em outro lugar. A gente justifica o conceito gourmet pela qualidade e exclusividade. Nosso slogan é ‘uma porção de felicidade’ e é essa experiência que o cliente deve ter ao consumi-la”, explica.

 


Deixe seu comentário